Curva Glicêmica


Também conhecida como teste de tolerância oral à glicose (TTOG), a curva glicêmica consiste na administração de 75 g de glicose - em solução aquosa a 25% - por via oral, seguida de coletas seriadas de sangue, nos tempos 0 e 120 minutos, para a dosagem de glicose. Em crianças, administra-se 1,75 g/kg de peso corporal até a dose máxima de 75 g.

Agentes Etiológicos com Potencial Patogênico:

AUMENTO DA FORMAÇÃO
 NORMAL  até 139 mg/dl
 INTOLERÂNTE (tolerância diminuída)  intolerânte à sobrecarga entre 140 e 200 mg/dl
 DIABETES MELLITUS  acima de 200 mg/dl

Para garantir a fidelidade dos resultados de um teste de sobrecarga oral à glicose, os seguintes cuidados devem ser tomados:
- nos 3 dias que antecedem a prova, o paciente deve ingerir, pelo menos, 150 g de carboidratos por dia;
- o paciente deve estar exercendo suas atividades físicas habituais, mantendo-se em regime alimentar usual, exceto pela adição da quantidade de carboidratos indicada no item anterior;
- o paciente não deve estar usando medicação que, sabidamente, interfira no metabolismo de carboidratos;
- durante o teste, o paciente deve se manter em repouso e, se possível, sem fumar;
- a prova deve ser realizada pela manhã, com o paciente em jejum de 8 a 10 horas.
Mesmo com todas essas precauções, é importante salientar que os resultados dessa prova, em testes realizados em dias diferentes, podem se mostrar conflitantes. Assim, a interpretação sempre deve ser feita com cautela, por um médico que conheça a história clínica do paciente.

Triagem Gestacional
A dosagem da glicose, os tempos de coleta e os critérios diagnósticos são discretamente diferentes para mulheres grávidas. Em gestantes entre a 24a e a 28a semana de gravidez, pode ser realizado um teste de rastreamento em duas etapas.

Na primeira, faz-se a glicemia de jejum ou a glicemia de 1 hora após a ingestão oral de 50 g de glicose (sem necessidade de jejum prévio). Resultados de glicemia de jejum iguais ou acima de 85 mg/dL ou após sobrecarga maior ou iguais a 140 mg/dL são considerados positivos e com indicação de realização de TTOG.
A segunda etapa é aplicável aos casos que se enquadrarem nos critérios anteriores, e é realizado o TTOG com 75 g de glicose.

As amostras de sangue são colhidas nos tempos basal e de 120 minutos. Os limites de 126 mg/dL para glicemia basal e de 140 mg/dL após 2 horas são considerados normais. O diagnóstico de diabetes gestacional será firmado se pelo menos um dos limites estabelecidos como normais for ultrapassado.

Consultar Glicose.